Ir para o conteúdo Ir para a barra lateral Ir para o rodapé

Compra do imóvel: financiamento ou consórcio?

Chegou a hora: você encontrou o imóvel dos seus sonhos.

Depois de fazer uma visita, avaliar a planta, conhecer a localização e os detalhes do empreendimento, você e sua família decidem adquirir um imóvel.

E aí chega a parte de colocar a mão no bolso – e na calculadora – para saber qual a melhor forma de pagar pelo bem: financiamento ou consórcio?

A melhor opção

Obviamente a melhor opção é guardar dinheiro e, com paciência, chegar ao montante que você pretende investir em um imóvel.

Assim, com dinheiro na mão, fica mais fácil negociar o melhor acordo e aproveitar o timing, podendo adquirir sua unidade com calma e se planejar para a mudança com paciência e organização.

No entanto, nós sabemos que essa é a realidade de poucas famílias.

A maioria tem uma reserva de dinheiro para dar de entrada e vai precisar fazer uma escolha: dar entrada e financiar o restante ou optar por um consórcio – que pode ou não ser contemplado.

Financiamento: vantagens e desvantagens

Esse é o principal meio utilizado para comprar imóveis.

O sistema financeiro brasileiro tem diversas opções de crédito e muitas variáveis na hora da contratação, que podem tornar atrativas as taxas e juros.

Se você tem um bom valor de entrada e o nome limpo, é bem provável que consiga uma taxa de juros menor. Outro fator importante é que haja uma renda familiar alta capaz de bancar uma parcela maior, diminuindo o prazo.

No entanto, se o seu capital de entrada é baixo, os juros tendem a aumentar e o consórcio pode se tornar uma opção mais em conta.

Consórcio: vantagens e desvantagens

Os consórcios são uma ótima opção para fugir dos juros de um financiamento.

Aderindo a um contrato de consórcio, é comum que o cliente pague somente algumas taxas mais baixas e não incorra nenhum tipo de juros sobre o valor.

No entanto, nem tudo são flores.

Nessa modalidade, quem adquire uma cota de consórcio começa pagando as parcelas sem ter acesso ao crédito imediatamente. É preciso ser sorteado para que possa utilizar o valor para a compra de um bem. Os sorteios geralmente são mensais e há um modo de aumentar as chances de ter o consórcio contemplado: por meio de um lance.

O lance é um valor que o cliente paga para adiantar parcelas e aumentar suas chances no sorteio.

Você se interessou pela inexistência de juros no consórcio, mas não quer contar com a sorte na hora de adquirir? Há uma saída.

Você pode adquirir um consórcio já contemplado.

Assim, você paga um valor a ser negociado com o titular do consórcio e ele passa a titularidade para o novo dono, que assume as parcelas vindouras e já pode utilizar o crédito da carta.

Fazendo uma boa negociação, essa opção tem um excelente custo-benefício.

Cada caso, uma solução

E aí, qual a melhor opção para você?

Faça as contas e, se precisar de auxílio, conte com a Paludo e nossos parceiros para encontrar a melhor solução financeira e realizar seu sonho do imóvel próprio.

Para finalizar essa conversa sobre financiamento ou consórcio, é importante que você saiba por que um planejamento na hora da compra do seu imóvel deve ser prioridade e também saber se vale ou não a pena comprar imóveis na planta.

Leia nossos artigos para fazer uma escolha consciente e aproveite para conhecer nossos empreendimentos em andamento – Villa GrandiFlora, Monte D’Angelo e Villagio Caracol – na charmosa cidade de Canela, na Serra Gaúcha.

Conte conosco para realizar seu sonho com todas as informações de que você precisa para tomar uma decisão mais consciente!

Fazer um comentário

Enviar
Precisa de Ajuda?